PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Portugal “não comporta multiplicação de equipamentos” para tratamento oncológico
2011-11-15
Fonte: Lusa

Portugal não tem a capacidade de comportar “a multiplicação de equipamentos” para o tratamento oncológico, afirmou Ricardo da Luz, presidente da Sociedade Portuguesa de Oncologia (SPO), sublinhando que os recursos clínicos precisam ser melhor aproveitados para melhorar a qualidade do atendimento aos doentes sem elevar os custos para o Estado.

“É importante evitar duplicações de exames e a acumulação de tratamentos” em várias partes do país, afirmou o presidente da SPO, destacando que é fundamental “perceber que não temos dinheiro para tudo e que temos de ser o mais rigorosos possíveis”.

O responsável alertou, em declarações à Lusa, que há equipamentos de tratamento oncológico subaproveitados e que poderiam ser utilizados de outra forma para aumentar a sua utilização, permitindo o tratamento de mais doentes.

Ricardo da Luz refere que o mais importante é garantir o acesso de todos os doentes oncológicos às terapias em tempo adequado, e permitir, simultaneamente, uma boa gestão dos recursos clínicos (equipamentos, medicação, etc.) para evitar desperdícios.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
 
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
03 Outubro
Entre os dias 3 e 5 de outubro, realiza-se em Foz do Iguaçu, no Brasil, o XVI Congresso Brasileiro...
16 Novembro
Entre os dias 16 e 19 de novembro, realiza em Quioto, no Japão, o 50.º Congresso da Sociedade...
22 Novembro
O 15.º Congresso Nacional de Oncologia está agendado para os dias 22, 23 e 24 de novembro e terá...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.