PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Obesidade e hábitos alimentares interferem no risco de desenvolvimento do linfoma não-Hodgkin
2011-10-29
Fonte: Estadão

A obesidade e os hábitos alimentares podem interferir no risco de desenvolvimento do linfoma do tipo não-Hodgkin - com origem no sistema linfático e que se restringe, geralmente,  aos tecidos linfóides e ao baço, revela um estudo norte-americano.

Uma pesquisa da Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos, que tinha por objectivo identificar os factores que potenciavam o desenvolvimento de linfomas não-Hodgking, muito frequentes em crianças entre os 5 e os 15 anos de idade, concluiu que o excesso de peso durante a adolescência eleva o risco de aparecimento do linfoma do tipo não-Hodgkin mais tarde.

Os participantes da investigação que consumiam, pelo menos, quatro doses de vegetais por dia, registaram um risco inferior de ter um linfoma deste tipo durante a vida.

Os investigadores destacam que os dados indicam que a obesidade e a dieta alimentar podem interferir na probabilidade de desenvolver a doença.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28
 
 
 
 
24 Fevereiro
O 4.º Seminário de Oncologia Pediátrica, organizado pela Fundação Rui Osório de Castro, realiza-se...
15 Março
O III Congresso Internacional de Imagem Médica e Radioterapia realiza-se em Castelo Branco, entre...
16 Março
O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro irá organizar, em Coimbra, no dia 16...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.