PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Angariação de fundos pode ter salvo adolescente com cancro
2018-06-21
Fonte: Jornal de Notícias

Kira Noble, uma menina escocesa de 14 anos, pode ter vencido o cancro contra o qual luta há três anos, graças a um donativo de mais de 450 mil euros. 

Esta história de superação começou quando Kira, com apenas 11 anos, foi diagnosticada com um neuroblastoma. De imediato, a menina começou a fazer tratamentos, tendo sido sujeita a rondas de quimioterapia, radioterapia e a uma cirurgia abdominal. 

Em 2015, a menina entrou em remissão, mas um ano mais tarde vieram as más notícias: o cancro tinha voltado. Sujeita a tratamentos adicionais, a Kira voltou a entrar em remissão, até que em 2017, um exame de rotina mostrou que o tumor estava a crescer novamente. 

Kira voltou a fazer sessões de quimioterapia e uma nova cirurgia, mas sem resultados. 

Sem outras opções no Reino Unido, a família tomou conhecimento que existia, nos Estados Unidos, uma cirurgia especializada com o custo de 386 mil euros.

Ajudados pela "Solving Kid's Cancer", uma associação especializada em ajudar crianças com cancro e os seus familiares, os pais de Kira organizaram uma ação online de angariação de fundos para que pudessem pagar as despesas deste tratamento especializado. 

Comovidos com a história da adolescente, os internautas ajudaram e conseguiram angariar 497 416 euros, cerca de 100 mil euros acima do objetivo. 

"Simplesmente não podemos agradecer ao público o suficiente. Cobre-me em arrepios pensar na magnitude do total que foi levantado", disse a mãe de Kira. "Ainda há dinheiro a ser doado, o que é fenomenal. Não há palavras para resumir o quão gratos estamos a todos que nos ajudaram a alcançar isto".

Com dinheiro suficiente para pagar as despesas do tratamento, incluindo viagens, a jovem voou até aos Estados Unidos onde, em maio deste ano, foi submetida a uma cirurgia de sete horas no Memorial Sloan Kettering Cancer Centre. Durante a cirurgia, os profissionais de saúde conseguiram retirar-lhe o tumor. 

"Demos-lhe a melhor oportunidade possível com este cirurgião. Foi por isso que atravessámos o Atlântico para ela fazer a operação", revelou a mãe ao Daily Mail, após ter recebido uma notícia de que não haviam sido detetadas células cancerígenas nas ressonâncias magnéticas.

Apesar de as notícias serem extraordinárias, a família ainda não festejou pois “pode haver células de neuroblastoma microscópicas”, disse a mãe de Kira, que afirmou que “não nos podemos sentar e assumir que está tudo bem".

Atualmente, a jovem está a ser sujeita a mais uma ronda de quimioterapia, mas já sonha com o dia em que irá fazer umas merecidas férias.

 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31
 
 
 
 
24 Outubro
Entre os dias 24 e 26 de outubro realiza-se, Centro de Congressos do Estoril, o 19.º...
25 Outubro
Entre os dias 25 e 27 de outubro, a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos e o IPO do...
16 Novembro
Entre os dias 16 e 19 de novembro, realiza em Quioto, no Japão, o 50.º Congresso da Sociedade...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.