PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Sensores fluorescentes seguem trajecto de proteínas oncológicas
2011-09-23
Fonte: ACS Chemistry for Life

Sensores fluorescentes podem ser utilizados para rastrear e identificar proteínas que estão na origem da formação de células tumorais.

Numa futura abordagem no diagnóstico de cancro, cientistas internacionais equacionam a possibilidade de utilizarem sensores fluorescentes, com o objectivo de identificar a actividade de proteínas envolvidas no processo de crescimento de tumores, técnica que pode não só facilitar a identificação de pessoas em risco, como também avaliar a eficácia e sustentabilidade de novos tratamentos.

Num artigo publicado no Journal of the American Chemical Society, os investigadores explicam que os sensores fluorescentes actuam como sinalizadores, identificando e seguindo o trajecto e actividade de determinadas proteínas que se ligam a genes do ADN e que podem promover o desenvolvimento de células malignas.

Os autores do estudo, Kevin Plaxco e Francesco Ricci, admitem que a técnica é mais simples e funciona de modo mais célere do que os métodos actuais, permitindo uma multiplicidade de utilizações no diagnóstico de cancro.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28
 
 
 
 
24 Fevereiro
O 4.º Seminário de Oncologia Pediátrica, organizado pela Fundação Rui Osório de Castro, realiza-se...
15 Março
O III Congresso Internacional de Imagem Médica e Radioterapia realiza-se em Castelo Branco, entre...
16 Março
O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro irá organizar, em Coimbra, no dia 16...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.