PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Estudo analisa efeitos de cães de terapia em crianças com cancro
2017-12-28
Fonte: Today

O aumento do número de hospitais que estão a recrutar cães de terapia para visitas regulares a crianças que estão em tratamento contra o cancro deu origem a uma nova pesquisa realizada pela American Humane em conjunto com vários hospitais pediátricos. 

Este estudo, considerado o primeiro e o maior sobre o assunto, tentou analisar se esta terapia é efetivamente eficaz enquanto auxiliar do tratamento do cancro infantil. 

A investigação envolveu 106 pacientes com cancro, com idades entre os 3 e os 17 anos, e decorreu em 5 hospitais pediátricos norte-americanos.

Os pacientes foram divididos em dois grupos: um grupo teve acesso a visitas semanais de um cão de terapia e do seu treinador, que incluiam sessões entre 10 a 20 minutos, onde as crianças podiam escovar, passear e brincar com os animais. Já o outro grupo recebeu os tratamentos padrão.

Ao longo de quatro meses, os investigadores utilizaram questionários especiais para medir regularmente o stress e os níveis de ansiedade em todas as crianças e respetivos pais. Também o estímulo dos cães foi medido através dos niveis de cortisol, um marcador de stress, presente na saliva dos animais. 

Os investigadores verificaram que as crianças que tiveram visitas regulares de um cão de terapia enquanto faziam o tratamento preocupavam-se menos com a saúde, sentindo-se mais à vontade quanto ao desempenho escolar; contudo, os níveis de stress e de ansiedade eram semelhantes aos das crianças que tinham feito o tratamento padrão.

As crianças que passaram tempo com os cães também apresentavam maior frequência cardíaca e maior pressão arterial após as visitas, provavelmente porque eram mais ativas com os cães, observaram os especialistas.

Já os pais que tiveram contacto com os cães mostraram níveis de stress "significativamente menores", especialmente em alturas em que falavam com os médicos relativamente ao tratamento dos filhos. 

"Ver um filho a ser consolado por um cão de terapia ajudou a reduzir o sofrimento emocional dos pais”, disseram os especialistas, que acrescentaram que “quando os pais são beneficiados, é normal que, de alguma forma, também a criança beneficie”. 

Relativamente aos animais, as sessões de terapia não foram de modo algum prejudiciais ou stressantes para eles. 
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
 
 
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30
 
 
 
 
 
 
26 Abril
A 25.ª edição do Porto Cancer Meeting está agendada para os dias 26 e 27 de abril, subordinada ao...
09 Maio
De 9 a 11 de maio, realizam-se as XIX Jornadas de Pediatria de Évora, subordinadas ao tema...
10 Maio
O 3.º Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Investigação em Cancro (ASPIC) realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.