PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Associações oncológicas defendem partilha de recursos e provedor do doente
2017-07-17
Fonte: press release

A 4.ª edição do fórum “CANCRO 2020: RePensar para Fazer Melhor. Humanização e Partilha” apresentou conclusões retiradas do certame na Assembleia da República.

Durante o fórum, as associações de doentes presentes defenderam a criação de um provedor do doente que fosse oriundo da sociedade civil, assim como a existência de uma rede de partilha de recursos entre hospitais e representantes daqueles que se deparam com a doença.

Esta iniciativa teve como principais objetivos a reunião dos principais prestadores de cuidados nestas patologias, de forma a criar-se um consenso sobre uma “Agenda Comum para a Prestação de Cuidados no Cancro”; agenda essa que deve ter por base “informação recolhida sobre key performance indicators (KPI), em contexto nacional e internacional, para o tratamento do cancro da mama e do cancro colorretal (ainda que abarque questões referentes a todas as doenças oncológicas), tendo em conta as experiências e expectativas dos doentes”, reforça a organzação.

Estas associações defendem a existência de um provedor do doente, com origem na sociedade civil; outro dos objetivos foi a criação de uma partilha de recursos entre os hospitais e as associações de doentes.

Relativamente a estas últimas, foi também defendida a necessidade de uma melhor comunicação com os doentes e com o sistema, para que o doente seja “envolvido na decisão sobre o seu tratamento, depois de ser bem informado pelos profissionais de saúde” para que possa ter acesso à “informação sobre ensaios clínicos.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
13 Dezembro
No dia 13 de dezembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) organiza a Conferência “Tabagismo e...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.