PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Inibidores de ponto de controlo aparentam ser seguros para crianças com doença oncológica
2017-06-19
Fonte: Oncology Nurse Advisor

Os inibidores de ponto de controlo mostraram até agora pouca eficácia no tratamento de cancros pediátricos, mas novos estudos podem vir a contribuir para uma melhor compreensão de como esses fármacos funcionam em crianças.

Apresentada na edição de 2017 da reunião anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), a investigação realizada pelo Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, analisou três estudos de fase intermédia sobre o uso de inibidores do ponto de controlo em pacientes com cancro pediátrico.

Um estudo examinou o uso de nivolumab e ipilimumab em pacientes pediátricos com tumores sólidos recidivados/refratários; outro analisou o efeito do atezolizumab em pacientes pediátricos e adultos jovens com tumores sólidos refratários ou recidivados e o terceiro estudo examinou o uso de pembrolizumab em pacientes pediátricos com melanoma avançado ou um tumor de linfoma sólido avançado, recidivante ou refratário em PD-L1 +.

De acordo com o investigador principal, o médico David M. Barrett, estes agentes são poderosos e promissores, sendo que estes ensaios são muito importantes, pois mostram que estes agentes podem ser usados em crianças.

Os estudos mostram que os medicamentos estão associados a poucos efeitos adversos; os fármacos possuem perfis farmacocinéticos semelhantes às dos pacientes adultos, o que é importante para uma dosagem efetiva em crianças, sendo que o seu uso nestes pacientes não parece causar doenças autoimunes, efeitos de tratamento que foram observados em adultos.

Como agentes únicos, os inibidores do ponto de controlo mostram pouca eficácia, mas é possível que a utilização desses fármacos em combinação possa levar a uma melhor estimulação do sistema imunológico.

Agora, os investigadores podem concentrar-se no uso de inibidores do ponto de controlo em situações clínicas onde são suscetíveis de ter o maior efeito e explorar maneiras de modificar o ambiente do tumor, para promover o efeito destes agentes.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31
 
 
 
22 Setembro
A 22 de setembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) irá organizar um evento onde a realidade...
28 Setembro
Nos dias 28 e 29 de setembro acontecerá o Congresso Multiprofissional – Hospital de Dona Estefânia...
29 Setembro
Nos dias 29 e 30 de setembro, terá lugar o CMIN SUMMIT 17, este ano dedicado ao tema...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.