PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Menos dádivas de sangue no último ano não comprometem reservas
2017-03-29
Fonte: Diário de Notícias

Em 2016, Portugal registou uma diminuição no número de unidades de sangue colhidas, num total de 302 877, menos 31 818 que em 2015. Contudo, o presidente do Instituto Português do Sangue e Transplantação IPST, Almeida e Sousa, considera que esta queda não compromete as reservas. 

"As reservas de sangue em Portugal são estáveis e estão dentro do necessário para satisfazer as necessidades", disse o responsável, a propósito do Dia Nacional do Dador de Sangue, assinalado na segunda-feira, 27 de março. 

"Todos os dias há colheitas de sangue em Portugal e as reservas estão sempre a ser repostas", afirmou Almeida e Sousa, destacando que um dos objetivos do IPST é "evitar que haja desperdício de sangue” e “que seja maximizado o seu aproveitamento”.

Dados do IPST indicam, por outro lado, que os stocks aumentaram, apesar da descida registada. Em 2016, contabilizaram-se 210 878 unidades, o que representa um aumento de 22 827 face ao ano anterior.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28
 
 
 
 
24 Fevereiro
O 4.º Seminário de Oncologia Pediátrica, organizado pela Fundação Rui Osório de Castro, realiza-se...
15 Março
O III Congresso Internacional de Imagem Médica e Radioterapia realiza-se em Castelo Branco, entre...
16 Março
O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro irá organizar, em Coimbra, no dia 16...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.