PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Cuidadores também sofrem de burnout
2016-11-08
Fonte: Lusa

Manuel Luís Capelas, presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP), considera que a sobrecarga dos cuidadores informais de doentes “é equivalente” ao burnout dos médicos e enfermeiros.

O responsável defende que os cuidadores não podem substituir os profissionais de saúde e lembra que “é preciso ter atenção ao impacto que isto gera nas famílias”.

O presidente da APCP é “um dos grandes defensores” do cuidado dos doentes em casa, mas sublinha que, para tal, terão de estar reunidas as “condições adequadas” e equiparou a sobrecarga dos cuidadores à síndrome de burnout dos profissionais de saúde, uma reação ao stress crónico no trabalho caracterizado por exaustão, despersonalização e não realização profissional.

Manuel Luís Capelas defende “um apoio permanente” dirigido aos cuidadores, bem como formação, capacitação e apoio psicossocial para tratar do doente, a fim de evitar que atinjam “um ponto de rutura” e de desespero total.

Para o especialista, as equipas médicas que tratam do doente devem ter capacidade para identificar as necessidades dos cuidadores, a fim de definir uma estratégia que permita aliviar a sua sobrecarga.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28
 
 
 
 
21 Fevereiro
O Fórum Cancro Pediátrico 2018 realiza-se no dia 21 de fevereiro, em Lisboa. A iniciativa é...
22 Fevereiro
O 26.º Encontro de Pediatria, organizado pela ASIC - Associação de Saúde Infantil de Coimbra,...
24 Fevereiro
O 4.º Seminário de Oncologia Pediátrica, organizado pela Fundação Rui Osório de Castro, realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.