PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Especialista brasileira reforça que diagnóstico precoce é principal arma no combate ao cancro pediátrico
2016-03-07
Fonte: A Critica

Uma especialista em hematologia da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), no Brasil, recorda que a deteção precoce do cancro pediátrico é a principal arma de combate à doença e defende, para isso, a necessidade de um olhar atento a sintomas que possam surgir na criança ou no adolescente.

Sintomas como febre, palidez, nódoas negras sem relação com quedas, entre outros, são alguns dos sinais de alerta a que os pais e cuidadores devem estar atentos para poder despistar doenças do foro oncológico de forma precoce.

Socorro Sampaio recordou, no Dia Mundial de Luta contra o Cancro Infantil, que se assinala a 15 de fevereiro, que a doença tem cura e que o diagnóstico e o tratamento precoces são as melhores armas para combater este tipo de patologias.

“É importante ter em conta esses sintomas e procurar um pediatra, que vai fazer o exame físico e, caso tenha suspeitas, pedir outras avaliações para saber se se trata de cancro”, explica a hematologista brasileira.

“Quanto mais cedo o problema é detetado, maior é a probabilidade de cura e, consequentemente, de se ter uma melhor qualidade de vida”, conclui Socorro Sampaio.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28
 
 
 
 
21 Fevereiro
O Fórum Cancro Pediátrico 2018 realiza-se no dia 21 de fevereiro, em Lisboa. A iniciativa é...
22 Fevereiro
O 26.º Encontro de Pediatria, organizado pela ASIC - Associação de Saúde Infantil de Coimbra,...
24 Fevereiro
O 4.º Seminário de Oncologia Pediátrica, organizado pela Fundação Rui Osório de Castro, realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.