PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Identificado calcanhar de Aquiles de tipo de leucemia infantil agressiva
2016-03-03
Fonte: Medical Xpress

Pesquisadores do Hospital de Ottawa e da Universidade de Ottawa, no Canadá, dizem ter encontrado o calcanhar de Aquiles de uma das formas mais agressivas de leucemia que afeta crianças e adultos, e terão identificado um possível tratamento que explora essa fraqueza fatal.

O estudo publicado na revista Genes & Development focou-se num subtipo de leucemia linfoblástica aguda (LLA) – tumor que afeta o sangue - que envolve o gene TAL-1. 

A equipa liderada por Marjorie Brand descobriu que o composto GSK-J4 pode eliminar este tipo de tumor. Através do transplante de células de cancro de pacientes humanos em ratinhos, os autores demonstraram que o composto pode matar a leucemia rapidamente, eficazmente e sem efeitos secundários de curto prazo. 

O GSK-J4 foi criado pela indústria farmacêutica para fins de investigação, mas até agora não tinha sido usado como uma terapia de cancro.

"É muito emocionante, porque esta é a primeira vez que se identifica um potencial tratamento personalizado para esta doença agressiva", disse Marjorie Brand, reforçando que, "ao contrário das terapias atuais, o nosso composto tem como alvo apenas o gene e não prejudica o resto do corpo".

A equipa de investigação descobriu que o TAL-1 tem um ponto fraco, pois precisa da ação da enzima UTX para desencadear o desenvolvimento tumoral. O GSK-J4 foi usado para desativar a ação da UTX e parou completamente o crescimento das células tumorais do tipo TAL-1. 

Os testes foram realizados apenas em modelos de ratos injetados com células de leucemia humana do tipo TAL-1. O tratamento atuou especificamente sobre as células de subtipo TAL-1 e não em quaisquer outros tipos de T-LLA.

Ao fim de três semanas de tratamento, os pesquisadores descobriram que o número de células cancerígenas na medula óssea diminuiu 80%. Além disso, o composto deixou as células saudáveis ilesas e não surtiu nenhum efeito a curto prazo sobre outros órgãos do corpo.

A equipa realiza agora estudos pré-clínicos em modelos de rato para avaliar os efeitos do aumento das doses, bem como efeitos secundários a longo prazo do GSK-J4.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
 
 
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30
 
 
 
 
 
 
26 Abril
A 25.ª edição do Porto Cancer Meeting está agendada para os dias 26 e 27 de abril, subordinada ao...
09 Maio
De 9 a 11 de maio, realizam-se as XIX Jornadas de Pediatria de Évora, subordinadas ao tema...
10 Maio
O 3.º Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Investigação em Cancro (ASPIC) realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.