PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Mudanças nos tratamentos aumentam sobrevivência de longo prazo em crianças com cancro infantil
2016-02-01
Fonte: Cure Search

Um estudo que avaliou sobreviventes de cancro da infância sugere que as mudanças no tratamento de tumores pediátricos e nos cuidados de acompanhamento ao longo das últimas décadas têm reduzido as mortes provocadas pelos efeitos tardios do tratamento oncológico e aumentado a sobrevivência.

A pesquisa liderada por investigadores do Hospital de Pesquisa Pediátrico St. Jude, nos Estados Unidos, envolveu 34 033 sobreviventes de cancro pediátrico cujos tumores foram diagnosticados e tratados entre 1970 e 1999.

Num artigo publicado no New England Journal of Medicine, os cientistas explicam que todas as crianças e adolescentes avaliados sobreviveram, pelo menos, cinco anos após o diagnóstico e foram considerados sobreviventes a longo prazo. 

A análise mostrou que a taxa de mortalidade a 15 anos entre esses sobreviventes diminuiu de forma constante desde 1970, em parte devido a uma redução nas mortes provocadas pelos efeitos tardios dos tratamentos.

O aumento da sobrevivência coincidiu com mudanças introduzidas nos tratamentos e cuidados de acompanhamento. As mudanças incluíram a redução do uso e da dose de radioterapia e quimioterapia no tratamento de alguns tumores como leucemia linfoblástica aguda, linfoma de Hodgkin e tumor de Wilms, um tipo de cancro dos rins. 

"Este estudo é o primeiro a mostrar que os sobreviventes mais jovens de épocas de tratamento mais recentes são menos propensos a falecer devido aos efeitos tardios do tratamento e mais propensos a desfrutar de uma vida mais longa", sublinha Greg Armstrong, primeiro autor do estudo. 
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
13 Dezembro
No dia 13 de dezembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) organiza a Conferência “Tabagismo e...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.