PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Sobreviventes de cancro pediátrico em maior risco de sofrer de problemas cardíacos
2016-01-08
Fonte: Medical Xpress

Um grupo de pesquisadores norte-americanos do Hospital Pediátrico St. Jude alerta que as crianças que sobrevivem a um cancro podem ser mais propensas a sofrer com problemas cardíacos quando se tornam adultos.

A pesquisa publicada na revista Annals of Internal Medicine avaliou dados de quase 1 900 homens e mulheres inicialmente tratados a um cancro infantil naquela unidade hospitalar, com idades entre os 18 e os 60 anos, que foram tratados a um cancro na infância e sujeitos a tratamentos de quimioterapia e/ou radioterapia. 

As conclusões revelaram que entre 3% a 24% dos sobreviventes de cancro pediátrico sofriam de doença cardíaca aos 30 anos, números que aumentam para 10% e 37% quando estes atingiam os 40 anos de idade.

Daniel Mulrooney, autor da pesquisa, explica que o estudo aponta para uma associação entre os tratamentos utilizados para tratar o cancro pediátrico e as doenças cardíacas na idade adulta, embora não prove a existência de uma relação causa e efeito.

A equipa indica ainda que alguns tratamentos de quimioterapia, bem como a terapia de radiação direcionada para a região torácica, podem, de facto, aumentar o risco de doença cardíaca, e sublinha que este estudo acrescenta novas evidências sobre os efeitos remanescentes dos tratamentos no desenvolvimento de anomalias cardíacas.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28
 
 
 
 
22 Fevereiro
O 26.º Encontro de Pediatria, organizado pela ASIC - Associação de Saúde Infantil de Coimbra,...
24 Fevereiro
O 4.º Seminário de Oncologia Pediátrica, organizado pela Fundação Rui Osório de Castro, realiza-se...
15 Março
O III Congresso Internacional de Imagem Médica e Radioterapia realiza-se em Castelo Branco, entre...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.