PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Número de crianças obesas em Portugal preocupa OCDE
2015-11-09
Fonte: Público

O número de crianças obesas em Portugal preocupa a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), que teme que o excesso de peso na infância se reflita também na idade adulta, favorecendo outras doenças. 

“Alguns países, como Portugal e Itália, têm atualmente uma taxa relativamente baixa de obesidade entre os adultos, mas uma taxa elevada de excesso de peso e de obesidade entre as crianças, que é provável que se traduza, no futuro, numa taxa mais elevada entre os adultos”, indica o relatório “Health at a Glance 2015” elaborado pela organização. 

No que se refere à obesidade e ao excesso de peso em crianças, os piores dados são encontrados na Grécia, Reino Unido e Estados Unidos. Os melhores da tabela são a Indonésia, Polónia e Islândia.

Portugal surge um pouco acima da média da OCDE no que se refere à obesidade infantil. A prevalência do problema regista uma taxa de mais de 25% para os rapazes e cerca de 30% para as raparigas. 

“As crianças que têm excesso de peso ou obesidade correm mais riscos de ter problemas de saúde tanto na adolescência como na vida adulta”, alerta o relatório, que dá como exemplos de problemas as doenças do foro ortopédico, mas também psicológico, como a depressão. Além disso, a probabilidade de vir a ter problemas cardíacos, diabetes ou algumas formas de cancro também aumenta. 
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28
 
 
 
 
21 Fevereiro
O Fórum Cancro Pediátrico 2018 realiza-se no dia 21 de fevereiro, em Lisboa. A iniciativa é...
22 Fevereiro
O 26.º Encontro de Pediatria, organizado pela ASIC - Associação de Saúde Infantil de Coimbra,...
24 Fevereiro
O 4.º Seminário de Oncologia Pediátrica, organizado pela Fundação Rui Osório de Castro, realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.