PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Fármaco experimental promissor para tratar leucemia aguda comum na infância
2015-07-13
Fonte: Childrens Cancer Institute Australia

Um estudo australiano mostra que um novo composto experimental já utilizado com segurança em ensaios clínicos em adultos com leucemia pode vir a assumir-se como uma grande promessa para algumas crianças com um tipo de cancro do sangue conhecido como leucemia linfoblástica aguda (LLA).

Richard Lock e Donya Moradi Manesh, do Instituto do Cancro Infantil da Austrália, mostraram que o composto PR-1042 foi eficaz em modelos laboratoriais com leucemia linfoblástica aguda de células T.

Os resultados publicados na prestigiada revista Blood indicam que o PR-104 foi testado ao abrigo de um Programa de Testes pré-clínico pediátricos, um consórcio financiado pelo Instituto Nacional do Cancro dos Estados Unidos (NCI) para acelerar o desenvolvimento de novos fármacos para tratar crianças com tumores mais agressivos. 

O investigador Richard Lock explica que o PR-104 revelou-se muito eficaz a combater a leucemia linfoblástica aguda de células T, mas muito menos eficaz contra as leucemias de células B.

A equipa observou que o subtipo de células T expressa elevados níveis da enzima AKR1C3, que é facilmente alvejada pelo composto PR-104. Numa próxima fase, os investigadores querem descobrir o que ativa esta enzima nas células T, com o intuito de encontrar uma forma de ativar esta enzima nas células B, tornando a doença das células B igualmente sensível ao fármaco.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
13 Dezembro
No dia 13 de dezembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) organiza a Conferência “Tabagismo e...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.