PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Terapia de células dendríticas não é utilizada em crianças do IPO de Lisboa por falta de fundamentação clínica
2014-10-28
Fonte: Jornal de Notícias

A diretora do serviço de pediatra do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil de Lisboa (IPO de Lisboa) sublinha que as crianças que sofrem de doença oncológica e são assistidas naquela unidade não recebem tratamentos com células dendríticas por se tratar de uma terapêutica experimental e ainda sem fundamentação científica.

Filomena Pereira refere que estas terapêuticas com células dendríticas não são utilizadas no IPO de Lisboa devido à escassez de “fundamentação científica” e de diretrizes nesse sentido.

A especialista denuncia ainda a existência de "redes de negócio" paralelas à medicina convencional, comuns na Alemanha, que, na sua opinião, “pelo facto de serem chamadas alternativas, imediatamente se tornam em corpo e como corpo têm mais força, não só para embater com a medicina convencional, como para poderem ganhar dividendos de natureza vária".

A responsável do IPO de Lisboa sublinha que existem apenas dois centros no mundo onde estes tratamentos com células dendríticas estão a ser testados de forma séria, um na Europa e um outro nos Estados Unidos, e cujas pesquisas têm por base alguns dados que indicam que as células dendríticas - que atuam ao nível do sistema imunitário - potenciam “alguns efeitos que mais não são do que prolongar alguns meses a vida de alguns doentes com determinado tipo de tumores, nomeadamente da próstata e alguns tipos de tumores cerebrais".

A médica aponta as campanhas, as notícias mediáticas e os anúncios nas redes sociais que promovem a ida de crianças com cancro até clínicas onde são administradas as células dendríticas como um abuso “de exposição das crianças" que, muitas vezes, é preconizado pelas próprias famílias.

A diretora defende mesmo que estas "prejudicam" não só o trabalho dos profissionais do IPO, mas também os pais e os próprios doentes, no sentido em que lhes transmitem “insegurança e descrença" nos tratamentos realizados em Portugal e uma esperança excessiva nestes tratamentos experimentais.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31
 
 
 
26 Maio
No próximo dia 26 de maio, a Associação Portuguesa de Neurofibromatose (APNF) irá promover o 15º...
27 Maio
No próximo dia 27 de maio, a Liga Portuguesa Contra o Cancro quer bater o record do Guiness com a...
01 Junho
Está agendada para dias 1 e 2 de junho de 2018 a 11.ª Reunião Anual da Associação de Enfermagem...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.