PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Oncologista pediátrica explica que jovens com cancro podem ter vida sexual ativa
2014-08-15
Fonte: Segs Saúde

Os jovens que superam os tratamentos contra o cancro podem ter uma vida sexual ativa, desde que recebam o devido acompanhamento médico, garante a presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE).

Carla Macedo, oncologista pediátrica, sublinha que a iniciação sexual nos jovens que passam por tratamentos de oncologia deve ser abordada de forma cautelosa pelo oncologista que acompanha o jovem e por uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde.  

A especialista salienta que este acompanhamento deve ser focado na necessidade de identificar os problemas e receios manifestados pelo adolescente, de forma a apoiá-lo e esclarecê-lo, desvendando alguns “dos mitos em relação à iniciação sexual, de acordo com a condição clínica do paciente, para que esta não seja uma experiência traumatizante”.

Em muitos casos, a autoestima dos doentes é afetada pelos efeitos secundários associados aos tratamentos, como a queda de cabelo. “As meninas são orientadas pela equipa sobre a queda de cabelo e quando a questão afeta diretamente a autoestima das pacientes, a equipa multidisciplinar intervém com ações para promover a aceitação”, reforça Carla Macedo.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
13 Dezembro
No dia 13 de dezembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) organiza a Conferência “Tabagismo e...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.