PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Desenvolvido kit que identifica mutação presente em cancro pediátrico
2013-08-05
Fonte: Isaude

Uma investigadora brasileira criou um dispositivo que permite detetar, em apenas algumas horas, a presença de uma alteração genética que pode dar origem a alguns tipos de tumores na infância.

O kit foi desenvolvido pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pelo Centro Infantil Boldrini e tem como finalidade a deteção da mutação R337H no gene TP53, em apenas quatro horas, ao contrário das atuais técnicas que demoram dois dias a revelar os resultados.

O dispositivo foi desenvolvido pela investigadora Isabel Pereira Caminha, no âmbito da sua tese de doutoramento em Genética e Biologia Molecular do Instituto de Biologia da Unicamp, que tinha por objetivo avaliar a prevalência de um tipo de mutação (R337H) na região de Campinas, associada a um aumento da incidência de alguns tipos de cancro pediátrico, nomeadamente o tumor de córtex adrenal. Este tumor assume uma prevalência 15 vezes superior nas regiões do sul e sudeste brasileiro, em comparação com o resto do mundo.

Em cima da mesa está agora a possibilidade de vir a incluir a deteção da mutação R337H, por exemplo, através do teste do pezinho realizado em recém-nascidos.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
 
 
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30
 
 
 
 
 
 
26 Abril
A 25.ª edição do Porto Cancer Meeting está agendada para os dias 26 e 27 de abril, subordinada ao...
09 Maio
De 9 a 11 de maio, realizam-se as XIX Jornadas de Pediatria de Évora, subordinadas ao tema...
10 Maio
O 3.º Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Investigação em Cancro (ASPIC) realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.