PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Erros comuns em regime de ambulatório afetam crianças com cancro
2013-05-02
Fonte: Medical Xpress

Um estudo publicado online na revista Pediatrics sugere que os erros na toma de medicamentos são comuns entre as crianças com cancro que recebem medicamentos em regime de ambulatório, com uma taxa de erro relativa a lesões de 3,6 por cada 100 doentes.

Uma equipa liderada por Kathleen Walsh, da Escola de Medicina da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, conduziu uma pesquisa prospetiva observacional em três clínicas de oncologia pediátrica norte-americanas, que envolveu crianças submetidas a quimioterapia e os seus pais. 

Enfermeiras treinadas observaram a administração de medicamentos em visitas ao domicílio e os médicos avaliaram a percentagem de erros cometidos e a sua gravidade. 

Os pesquisadores identificaram 72 erros de medicação entre 242 administrações de medicamentos observadas nas casas de 92 pacientes. Lesões significativas ao paciente ocorreram em quatro casos e 40 erros apresentavam potencial para causar ferimentos, incluindo dois erros potencialmente fatais, 13 graves e 25 significativos. 

A taxa de erro global ponderada foi de 70,2 erros por cada 100 pacientes, a taxa de erros com lesão foi de 3,6 por 100 pacientes e a taxa de erros com potencial para causar lesão foi de 36,3 por 100 pacientes.

O estudo reporta ainda que os erros mais frequentes não estavam relacionados com a medicação para a quimioterapia.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
13 Dezembro
No dia 13 de dezembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) organiza a Conferência “Tabagismo e...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.