PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Menina com leucemia recupera de infecção no IPO Porto com antiviral
2011-05-01
Fonte: Correio da Manhã

Os pais da Iara já podem respirar de alívio, depois de semanas de aflição por falta de um medicamento fundamental para a reabilitação da sua filha. Iara tem seis anos e foi diagnosticada há cerca de um ano com uma leucemia. Desde então, grande parte do seu tempo é passado no Instituto Português de Oncologia (IPO).

Iara desenvolveu uma leucemia e, em Setembro do ano passado, foi sujeita a um transplante com células do cordão umbilical. Em Janeiro, uma infecção provocada pelo Citomegalovírus obrigou ao internamento da criança no IPO do Porto, onde iniciou um tratamento com o antiviral Foscarnet, mas um mês depois este fármaco deixou de ser fornecido aos hospitais, colocando em causa o tratamento da doente. 

Os pais de Iara não baixaram os braços e, depois de muito esforço, conseguiram convencer os médicos do IPO a procurarem o Foscarnet em Inglaterra. Iara reiniciou então o tratamento no dia 1 de Abril e os pais mostram-se bastante aliviados e satisfeitos com as visíveis melhorias da criança.

"A Iara já diz mamã e papá. Está muito melhor”, explicou Nelson Paquete, pai da criança, ao Correio da Manhã. Segundo Paquete, a menina "reage muito melhor e tenta falar, mas só consegue dizer algumas palavras. Já está até a fazer terapia da fala. Só isto é um sinal muito positivo".

As melhoras no estado de saúde da criança foram notórias apenas duas semanas após o início do tratamento com o fármaco, dado que os níveis de células infectadas “estão agora em 76% e há três semanas “estavam quase a 200", relatou o pai de Iara.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
13 Dezembro
No dia 13 de dezembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) organiza a Conferência “Tabagismo e...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.