PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Inflamação pode originar quase 25% dos tumores
2011-05-02
Fonte: Current Cancer

Um novo estudo mostra de que modo a inflamação pode contribuir para o desenvolvimento do cancro. Cientistas do Centro de Conhecimento do Cancro da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, explicam que a inflamação crónica ou doenças como a doença inflamatória crónica intestinal estão associadas a 25% de todos os tumores.

Os especialistas descobriram que a inflamação potencia o aumento dos níveis de uma molécula designada por microRNA-155 (miR-155), o que provoca, por sua vez, uma redução dos níveis de proteínas envolvidas na reparação do ADN. Esta diminuição nos níveis despoleta, por outro lado, mutações genéticas espontâneas, que podem promover o desenvolvimento de tumores.

A líder do estudo explica que a pesquisa comprova o que já se suspeitava há algum tempo, que a inflamação desempenha um papel importante no cancro, identificando o mecanismo molecular que desencadeia o desenvolvimento dos tumores.

No artigo publicado na revista científica PNAS, a investigadora principal explica ainda que os resultados obtidos também sugerem que os fármacos utilizados actualmente para reduzir os níveis de miR-155 podem ser úteis no tratamento de tumores que estejam associados à inflamação.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28
 
 
 
 
24 Fevereiro
O 4.º Seminário de Oncologia Pediátrica, organizado pela Fundação Rui Osório de Castro, realiza-se...
15 Março
O III Congresso Internacional de Imagem Médica e Radioterapia realiza-se em Castelo Branco, entre...
16 Março
O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro irá organizar, em Coimbra, no dia 16...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.