PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Manchete do The Mirror lança polémica com associação de videojogos a cancro pediátrico
2013-01-12
Fonte: Computer and Videogames

O jornal britânico The Mirror lançou recentemente uma grande polémica com um artigo sobre um estudo que alegadamente associava os videojogos a um maior risco de cancro nas crianças.

A história mereceu grande destaque no jornal e já correu mundo. Com a manchete "TV & vício de computador está a gerar cancro entre as crianças", o texto sugeria que esta associação seria baseada em pesquisas fornecidas pela Academia Real de Pediatria e Saúde da Criança no Reino Unido.

O artigo explica que “as crianças que são viciadas em TV, jogos de computador e na Internet estão em maior risco de contrair cancro mais tarde na vida", no entanto, nenhum dos peritos citados no artigo admitem ter feito qualquer ligação direta entre os videojogos e o cancro.

Um porta-voz da Academia Real de Pediatria e Saúde da Criança no Reino Unido revelou que a mensagem do estudo centrava-se especificamente sobre os estilos de vida sedentários em jovens, associados a numerosos riscos de saúde.

O artigo do The Mirror afirma ainda que as crianças não devem passar mais do que duas horas por dia à frente da televisão e indica que no Reino Unido a média atual é de 5,9 horas.

Kate Mendoza, do Fundo Mundial de Pesquisa do Cancro, adverte que a única ligação que pode ser estabelecida reside na inatividade física das crianças que passam muito tempo sentadas em casa em frente ao computador e à televisão, estando mais sujeitas a desenvolver hábitos que “podem aumentar o risco de doenças como cancro, doenças cardíacas e diabetes no futuro."
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
13 Dezembro
No dia 13 de dezembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) organiza a Conferência “Tabagismo e...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.