PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Estudo centrado na bioquímica do cancro pode gerar novos progressos
2012-12-24
Fonte: Hospital Universitário Miguel Servet

A pesquisadora espanhola Maria Blasco, que lidera uma pesquisa internacional em cancro e envelhecimento, tem estudado o cancro em cobaias de laboratório, focando a sua atenção no papel dos telómeros e da telomerase no ciclo celular do cancro.

Os telómeros são as extremidades dos cromossomas, que representam um papel fundamental não só na sua estrutura mas também na vida das células. A telomerase, por sua vez, é uma enzima que ajuda a manter os telómeros, essenciais para a vida.

"O que estamos a fazer na nossa pesquisa é manipular geneticamente a quantidade de telomerase nos telómeros” e observar as consequências desta mudança nos processos de desenvolvimento do cancro, referiu a investigadora numa conferência que deu recentemente no Hospital Universitário Miguel Servet, em Zaragoza, Espanha.

Maria Blasco sublinha que a bioquímica há muito que procura evitar a mortalidade relacionada com o cancro, embora ressalve que os avanços nesta área, apesar de contínuos, ainda são limitados.

“Nós não vamos acordar um dia e dizer que vamos ter cura para o cancro, porque há muitos tipos, isso não irá acontecer, mas também é verdade que a cada dia se cura um pouco mais o cancro, pouco a pouco se têm dado avanços e essa é a mensagem mais importante ", revelou a investigadora.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31
 
 
 
 
19 Janeiro
O 18.º Seminário do Centro de Desenvolvimento da Criança realiza-se nos dias 19 e 20 de janeiro, em...
25 Janeiro
A próxima reunião científica do Centro de Investigação em Meio Ambiente, Genética e Oncobiologia...
21 Fevereiro
No dia 21 de fevereiro, o Auditório Biblioteca Orlando Ribeiro, em Lisboa, recebe o Fórum Cancro...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.