PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Vírus em África na origem da elevada prevalência de um tipo de linfoma
2012-12-08
Fonte: BBC

A prevalência de linfoma de Burkitt (tipo de tumor com origem no sistema linfático) em crianças, em África, tem aumentado ao longo dos últimos anos. Este tipo de tumor é provocado por uma infeção que se manifesta por inchaços faciais que muitas vezes crescem o suficiente para sufocar e matar. 

Atualmente, a enfermaria pediátrica do Instituto do Cancro no Uganda está repleta de crianças que sofrem com o linfoma de Burkitt, o tipo de cancro infantil mais comum na África Central.

A doença está associada a um vírus chamado Epstein-Barr, que causa também a  mononucleose ou febre glandular. No caso do linfoma de Burkitt, o vírus Epstein-Barr infeta as células do sistema imunológico, designadas por células B, e promove o seu crescimento descontrolado.

Os cientistas alertam que a elevada prevalência deste tipo de cancro em África deve-se, sobretudo, à falta de saneamento nos países em desenvolvimento, que se reflete numa maior exposição a germes. 

Perante estes factos, cientistas do Centro de Pesquisa em Cancro Fred Hutchinson, nos Estados Unidos, procuram agora determinar quanto tempo o cancro demora a desenvolver-se depois da criança estar infetada com o vírus.

Larry Corey, diretor do centro, sublinha que o trabalho tem um único objetivo, ou seja, perceber se é possível intervir e alterar o desenvolvimento subjacente de cancro, “atacando o vírus".
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
 
 
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30
 
 
 
 
 
 
26 Abril
A 25.ª edição do Porto Cancer Meeting está agendada para os dias 26 e 27 de abril, subordinada ao...
09 Maio
De 9 a 11 de maio, realizam-se as XIX Jornadas de Pediatria de Évora, subordinadas ao tema...
10 Maio
O 3.º Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Investigação em Cancro (ASPIC) realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.