PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


EUA altera legislação e obriga farmacêuticas a combater cancro pediátrico
2012-12-07
Fonte: Bloomberg

Nos últimos anos, os laboratórios assumiram uma forte aposta em medicamentos para tratar o cancro em adultos, testando-os e avaliando-os sobre o seu potencial para tratar pacientes mais jovens apenas posteriormente, pelo facto de encarem este mercado menos lucrativo. Esta abordagem refletiu-se na aprovação de apenas 15 medicamentos permitidos para uso em crianças desde 1998.

Agora, para contrariar esta tendência, os Estados Unidos e o seu regulador de medicamentos (FDA) têm um novo foco na obtenção de medicamentos contra o cancro para jovens adultos, que será auxiliado por uma nova legislação que entrará em vigor no país em janeiro.

A nova lei incita as farmacêuticas a debaterem a possibilidade de avançar precocemente com estudos sobre cancro pediátrico. Assim, a partir de janeiro, as empresas farmacêuticas são obrigadas por lei a avaliar os seus produtos em crianças, desde que a doença exista na população pediátrica.

Quatro tratamentos experimentais contra o cancro pediátrico estão já em avaliação no mercado norte-americano, numa altura em que a FDA tem em mãos uma revisão de medicamentos da GlaxoSmithKline, Amgen, Threshold Pharmaceuticals e da Boehringer Ingelheim com potencial para tratar uma variedade de tumores e a rápida disseminação da leucemia (tipo de tumor que afeta o sangue) em crianças.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
 
 
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30
 
 
 
 
 
 
26 Abril
A 25.ª edição do Porto Cancer Meeting está agendada para os dias 26 e 27 de abril, subordinada ao...
09 Maio
De 9 a 11 de maio, realizam-se as XIX Jornadas de Pediatria de Évora, subordinadas ao tema...
10 Maio
O 3.º Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Investigação em Cancro (ASPIC) realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.