PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro


Figura do pai é fundamental no tratamento da criança com cancro
2012-08-16
Fonte: Segs

O apoio do pai em momentos tão delicados como casos de cancro pediátrico é, aos olhos da Psicologia Oncológica, um sinónimo de segurança e conforto que ampara a dor da mãe e tranquiliza a criança.

Paula Diaz Tapia, oncologista clínica do Hospital Sepaco, no Brasil, sublinha que há alguns anos que “a figura paterna se tem vindo a intensificar na vida dos filhos” e a segurança do elemento paterno é “muito forte para a esposa e os filhos, que, muitas vezes, o têm como o porto seguro, o super-herói, e, em períodos de dificuldade (como uma doença grave), contar com este elo é fundamental”.

O acompanhamento paterno é essencial, não só para a criança doente, mas também para a mãe, que sente uma necessidade extrema de “apoio e segurança por parte do companheiro” o que é fundamental em casos críticos como o de cancro na infância, que altera por completo a rotina familiar e “pode atenuar ou exacerbar os níveis de tensão e interferir no estado emocional do doente”, explica a psico-oncologista do Hospital Sepaco, Elizabeth Nunes de Barros.

A presença da figura paterna no momento dos tratamentos representa, por si só, um consolo, quer para a mãe, quer para a criança, assumindo o pai algumas responsabilidades extras, além de acompanhar o filho e a mulher nos tratamentos e consultas.
 
Notícias relacionadas


voltar
STQQSSD
 
 
 
 
 
 
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30
 
 
 
 
 
 
26 Abril
A 25.ª edição do Porto Cancer Meeting está agendada para os dias 26 e 27 de abril, subordinada ao...
09 Maio
De 9 a 11 de maio, realizam-se as XIX Jornadas de Pediatria de Évora, subordinadas ao tema...
10 Maio
O 3.º Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Investigação em Cancro (ASPIC) realiza-se...
banner
© 2018PIPOP - Todos os direitos reservados.