PT
Pesquisa
Um projecto da Fundação Rui Osório de Castro
 
   
Quimioterapia

A Quimioterapia tem como base o recurso a tratamentos químicos com o intuito de destruir, controlar ou inibir o crescimento das células malignas. Este tipo de tratamento pode ser utilizado antes ou após a intervenção cirúrgica, ou pode ainda ser articulado com sessões de radioterapia.

Quando é feito o tratamento com quimioterapia, os medicamentos são administrados, com maior frequência, por via intravenosa (numa veia periférica ou num cateter venoso central), por via oral ou por punção lombar. Pode ainda ser usada a via subcutânea ou intramuscular.

Através da sua acção sistémica, a quimioterapia actua nas células cancerígenas em qualquer região do corpo, bloqueando, assim, os processos de crescimento e divisão destas células e impedindo a sua proliferação. No entanto, uma parte negativa deste tipo de tratamento reside no facto dos medicamentos utilizados atingirem também as células saudáveis do corpo, sendo esta a causa dos efeitos secundários da quimioterapia.

A quimioterapia pode assumir objectivos distintos, dividindo-se em diferentes tipos: quimioterapia adjuvante, quimioterapia neo-adjuvante e quimioterapia paliativa.

A quimioterapia adjuvante é aplicada após outro tratamento com funções curativas, por exemplo, após uma cirurgia ou radioterapia. Tem como objectivo central bloquear uma possível disseminação de micrometástases, destruindo células tumorais que ainda possam existir no organismo e diminuir os riscos de doença residual.

A quimioterapia neo-adjuvante é um tratamento administrado antes da cirurgia ou da radioterapia, para diminuir o tamanho do tumor. Este tratamento é utilizado como forma de viabilizar a cirurgia ou permitir uma remoção mais eficaz da massa tumoral, reduzindo assim o número de células cancerígenas no organismo.

A quimioterapia paliativa é aplicada num estadio mais avançado da doença, quando já não há perspectiva de cura, e o seu objectivo é o controlo dos sintomas e a melhoria da qualidade de vida da criança.

A reacção dos doentes em idade pediátrica ao tratamento com quimioterapia difere de caso para caso.



voltar
STQQSSD
 
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31
 
 
 
22 Setembro
A 22 de setembro, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) irá organizar um evento onde a realidade...
28 Setembro
Nos dias 28 e 29 de setembro acontecerá o Congresso Multiprofissional – Hospital de Dona Estefânia...
29 Setembro
Nos dias 29 e 30 de setembro, terá lugar o CMIN SUMMIT 17, este ano dedicado ao tema...
banner
© 2017PIPOP - Todos os direitos reservados.